Mostrinha

O CINEMA E AS PLATEIAS MIRINS

 O que é cinema para as crianças? É arte, entretenimento, cultura? É narrativa, linguagem, instrumento educacional? Refletir sobre o que é cinema e sobre as possibilidades da linguagem audiovisual é condição fundamental para compreendermos a experiência cultural das crianças com o cinema.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) afirma o direito à educação para crianças e adolescentes, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa e ao preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, com respeito aos valores culturais, artísticos e históricos de seu contexto, com liberdade de criação e acesso a fontes de cultura.

Numa pesquisa realizada no Brasil com crianças do ensino fundamental1, verificou-se que cerca de 40% dos estudantes de escolas públicas nunca tinham ido ao cinema. Perguntados sobre diversos aspectos do que é “ir ao cinema”, suas respostas espontâneas chamaram a atenção para o cinema não apenas como um lugar ou local, um espaço físico, mas como um espaço cheio de significados e relações, um “lugar legal onde as pessoas vão ver filmes”, “uma tela grande e um lugar em que se assiste aos filmes com amigos”.

O caráter de diversão é apresentado pelas crianças por meio de termos como “uma coisa legal e divertida, um passatempo, que faz rir e pensar”. As crianças também entendem o filme “como uma história” ou como “modo de contar histórias”, o que sugere o reconhecimento do cinema como um dos contadores de histórias da contemporaneidade.

A maioria das crianças brasileiras só tem acesso a filmes via mediação da televisão, dos DVDs e das mídias digitais. O cinema atua no imaginário infantil distinguindo-o destas mídias a partir de seus meios expressivos:

é uma experiência onírica, em que o ambiente escuro e acolhedor da sala de projeção permite uma recepção semiconsciente do filme como ilusão ou sonho, permite sugestões, gera ideias e pensamentos, mobiliza sentimentos e emoções. Sabemos também que o cinema envolve todo o contexto em que se assiste ao filme, e isso significa muito mais do que apenas o ato de ver o filme.

FANTIN, Mônica. Da mídia-educação aos olhares das crianças: pistas para pensar o cinema em contextos formativos. 29ª Reunião ANDEP, 2006, http://29reuniao.anped.org.br/trabalhos/trabalho/GT16-1760–Int.pdf, acesso em 04/04/2017.

Filmes

Hora do Lanchêêê

Claudia Mattos | Brasil | 2015 |14 min | Ficção
Produtora realizadora: Moviola Filmes
Livre

Hora do Lanchêêê – Trailer (Snack Time) from Claudia Mattos on Vimeo.

Se não fosse pelo almoço gratuito na escola pública, os irmãos Joalisson, Joedson e Jowilson iriam ficar de barriga vazia o dia inteiro. A mãe dos meninos, que é solteira e está desempregada, tem dificuldade até mesmo para colocar comida em casa, mas não quer que os vizinhos saibam de seus problemas financeiros. Por isso, toda tarde, ela obriga as crianças a ir para a janela da frente e fingir que estão mastigando. A vizinhança toda acredita. Até quando essa farsa vai se sustentar?

Ficha técnica

Roteiro: Claudia Mattos
Fotografia: Publius Vergilius
Edição: Claudia Mattos
Elenco: Emanuel Amorim, Pablo Araújo, Maurício Magno, Karla Belfort e José Luiz Ribeiro

 

Iemanjá Yemoja: A Criação das Ondas

Célia Harumi Seki | Brasil | 2016 | 10 min | Ficção
Produtora realizadora: Primavera Produções Culturais
Livre

“A criação das ondas” conta sobre Iemanjá, a Rainha do Mar, que recebe de Olodumare o poder de devolver à terra as sujeiras jogadas pelos homens na água.

Ficha técnica

Roteiro: Célia Harumi Seki
Fotografia: Célia Harumi Seki
Edição: Célia Harumi Seki
Narração: Cátia Massotti

 

Imagine uma Menina com Cabelos de Brasil

Alexandre Bersot | Brasil | 2010 | 10 min | Ficção
Produtora realizadora: Alexandria – Animação em Boa Companhia
Livre

O cabelo, a fronteira final. Entre caretas e escovas, as viagens de uma menina em busca de aceitação.

Ficha técnica

Roteiro: Alexandre Bersot
Edição: Alexandre Bersot

                       

Meninos e Reis

Gabriela Romeu | Brasil | 2016 | 16 min | Documentário
Produtora realizadora: Estúdio Veredas

Livre

No reisado, um dos folguedos mais populares do Cariri cearense, crianças aprendem a jogar espada com destreza e meninas crescem como rainhas. Mas, Maria, a rainha de um dos reisados mais tradicionais da região, está no último ano de reinado e encara o drama de passar a coroa para a irmã mais nova, vivendo um verdadeiro rito de passagem.

Ficha técnica

Roteiro: Gabriella Mancini e Gabriela Romeu
Fotografia: Samuel Macedo
Edição: Alexandre Gomes, Paulo Borges e Vanessa Fort
Elenco: Documentário com Maria (a rainha), Flávio, Júnior, Lys e Jacaré

 

Mônica Toy – Balanço das Meninas

José Márcio Nicolosi | Brasil | 2015 | 30 seg | Ficção
Livre
Produtora realizadora: Mauricio de Sousa Produções

Meninas unidas jamais serão trolladas!

Ficha técnica

Roteiro: José Márcio Nicolosi
Edição: Ivo Sobreira Gonçalves

 

Mônica Toy – Futebola, Paixão e Confusão

José Márcio Nicolosi | Brasil | 2014 | 30 seg | Ficção
Produtora realizadora: Mauricio de Sousa Produções
Livre

“E Mauricio de Sousa apita o final do jogo no Limoeiro!”

Ficha técnica

Roteiro: José Márcio Nicolosi
Edição: Ivo Sobreira Gonçalves

 

Mônica Toy – Mônica Freestyle

José Márcio Nicolosi | Brasil | 2014 | 30 seg | Ficção
Produtora realizadora: Mauricio de Sousa Produções
Livre

Dona da Rua e dona da bola!”

Ficha técnica

Roteiro: José Márcio Nicolosi
Edição: Ivo Sobreira Gonçalves

 

Mônica Toy – Nana Nenê

José Márcio Nicolosi | Brasil | 2016 | 30 seg | Ficção
Produtora realizadora: Mauricio de Sousa Produções
Livre

“Shhh! Se o bebê acorda, o coelho gira!”

Ficha técnica

Roteiro: José Márcio Nicolosi
Edição: Ivo Sobreira Gonçalves