Sasc planeja expandir a Mostra Cinema e Direito Humanos

Durante a 10ª edição, serão exibidos 40 filmes do Brasil, França, Estados Unidos e Singapura

A Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc), através da Diretoria de Direitos Humanos da Sasc, está colaborando para que a Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, que será realizada de 16 de novembro a 20 de dezembro, em todo país, chegue ao maior número de piauienses possíveis. Em Teresina, os eventos acontecerão no Teatro do Boi, de 23 a 28 deste mês.

Durante a 10ª Mostra serão exibidos 40 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, divididos em três mostras: Homenagem, Panorama e Temática. Todas as sessões serão gratuitas.

A Mostra Homenagem faz uma retrospectiva representativa das nove edições anteriores e exibe obras premiadas em cada edição. A Mostra Temática terá como foco Criança e Adolescente e reunirá 24 filmes produzidos a partir de 2011 no Brasil, França, Estados Unidos e Singapura, selecionados por meio de chamada pública.

A 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo é uma edição comemorativa, que celebra esta iniciativa de fortalecimento e disseminação da cultura e da educação em Direitos Humanos. Ela foi lançada para celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 1948.

A Mostra, produzida pelo Instituto Cultura em Movimento (ICEM), é uma iniciativa do Governo Federal, realizada através do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos e da Secretaria Especial de Direitos Humanos.

A Mostra dedica-se a apresentar filmes que discutem temas atuais de Direitos Humanos, como direitos das pessoas com deficiência; população LGBT/enfrentamento da homofobia e transfobia; memória e verdade; crianças, adolescentes e juventude; pessoas idosas; população negra; população em situação de rua; mulheres; Direitos Humanos e segurança pública; proteção aos defensores de Direitos Humanos; direito à participação política; combate à tortura; situação prisional; democracia e Direitos Humanos; saúde mental; cultura e educação em Direitos Humanos.

Cena de “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”/Foto: Divulgação/Internet

Nestes dez anos, a Mostra expandiu em alcance e em escopo – da América do Sul para o Hemisfério Sul, e agora, na 10ª Edição, como Mostra Internacional, além de contar, pelo terceiro ano consecutivo, com cerca de 1.000 pontos de difusão pelo país.

“A nossa diretora de Direitos Humanos, Conceição Silva, sempre teve o cuidado de elaborar ou colaborar com este tipo de projeto. A Mostra dará oportunidade de cidadãos carentes assistirem de forma gratuita, grandes filmes da área do Direito Humano, podendo assim, conhecer ainda mais os seus direitos, além de passar a respeitar ainda mais as diferença de cada um de nós. Alguns desses filmes que estarão disponíveis durante a Mostra, não chegam a todos os cidadãos brasileiros, por não serem veiculados na TV aberta”, destacou o secretário da Sasc, Henrique Rebêlo.

Fonte: Capital Teresina

Deixe uma resposta